Arquivo VAGALUME

domingo, 10 de julho de 2022

MIRACEMA: AS CONTRADIÇÕES GRITAM E OS CIDADÃOS PRECISAM REAGIR...

Ilustração, da Ecodebates

A
proveito o texto da Coluna do jornal Liberdade de Expressão, publicado anteriormente, de autoria do Marcelo Salim de Martino, um dos grandes responsáveis pela preservação da cultura, do patrimônio histórico material, hoje Centro Histórico, tombado pelo município e pelo estado do RJ: "Não é viver do passado, simplesmente. É tirar as lições e exemplos desse passado no presente e construir um futuro do qual continuamos a nos orgulhar".

Miracema, a famosa Princesinha do Norte Fluminense, é hoje a quarta cidade em preservação do patrimônio histórico do estado. Tem rica cultura popular, características urbanísticas próprias, construídas desde a formação do seu núcleo urbano. Assim, a cidade passou por diversas gestões e manteve essa característica de preservação do ambiente cultural.

Da mesma forma que se preserva o ambiente cultural, o ambiente natural carece de cuidado, é uma agenda mundial, de garantia da sobrevivência humana no planeta.

Eis que um proprietário de terra, também gestor público, junto com seu prestador de serviços públicos, empreendedor na atividade de aterro sanitário, proprietário do aterro que recebia/recebe os resíduos sólidos urbanos (RSU) da cidade, que está com a vida útil vencendo, decidem construir um aterro sanitário regional na pequena e pacata cidade. Um fornece o local, vende (?), o outro constroi o empreendimento. 

Mais adiante, outro empresário, também fornecedor do proprietário de terra, enquanto gestor público, que faz as obras públicas da cidade há anos, se junta ao empreendimento.

Eis que a cidade, movida pelo poder político-econômico, está à beira de virar uma grande lixeira de beira de estrada.

Se essa tragédia prosperar, a preservação do ambiente cultural e natural estará perdida. 

A pretensão do estado do RJ, desde a década de 1990, de estabelecer no aérodromo existente um ponto de chegada e partida de aeronaves, como também em Pádua e Itaperuna (aeroporto regional), estará perdida. Ação importante para emergências de saúde, da defesa civil etc. Em 2017, em seu primeiro mandato, o atual prefeito se referiu ao tema da seguinte forma: "É um passo importante para a cidade a autorização de pousos de aeronaves de pequenos portes. É uma visão futurística que a nossa administração está tendo (sic)". Na ocasião anunciava uma "batida de terra" no local do Campo de Aviação Nilson Rodrigues Moreira, com orientação da Agência Nacional de Aviação Civil. A última previsão que vi do Estado do RJ para investimento nesse aeródromo era da ordem de R$ 8,5 milhões. Também não prosperará se esse aterro sanitário, essa tragédia, for adiante. Tratam-se de planejamento e ações de interesse estadual.

Emprego e renda na cidade será uma ilusão. Aterros sanitários geram pouquíssimos empregos e causam mais transtornos que solução. Sendo um aterro regional, fica a pergunta: por que não pesquisaram locais em outras cidades?

Planos de desenvolvimento de turismo? Já eram...

Assim, é importante refletir: "Não é viver do passado, simplesmente. É tirar as lições e exemplos desse passado no presente e construir um futuro do qual continuamos a nos orgulhar".

Fica a reflexão!

Existem muitas pessoas envolvidas com a administração pública que por razões ocultas se omitem ou defendem essa barbaridade! Só pra lembrar: governos vão, a vida do povo fica para todo o sempre... Mais humanidade e civilidade, por favor! Diria até: MAIS ÉTICA!

2 comentários:

Sávio Freire Bruno disse...

Ainda é tempo de acordar. Queremos uma cidade que possamos nos orgulhar como exemplo de sustentabilidade e bem estar social. Pela qualidade de vida de todos, pela conservacão dos recursos hídricos, pelo que resta de nossa natureza, #naoaoaterro.

AngelMira disse...

O interesse público acima de tudo!

Seguidores VAGALUMES

VAGALUMES LIGADOS

Siga-nos

Siga-nos
É só clicar sobre o twitter

NOVIDADES VAGALUMES por e-mail

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Movimento dos Internautas Progressistas do Rio

Movimento dos Internautas Progressistas do Rio
#RIOBLOGPROG